AUTORA DO BLOG

Professora Esmeralda Carvalho - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DO SUL



6.º Ano



Figuras e Pausas Musicais


        Na música, a duração do som é representada pelas figuras musicais  
        O silêncio é representado através das pausas musicais

        A cada figura musical corresponde uma pausa de igual duração.












Monodia e Polifonia

        Existe Monodia se uma numa peça musical é tocada uma melodia de cada vez. Diz-se que essa peça musical é tocada ou cantada a uma só voz.  

         Monodia

 
        Em oposição, se forem tocadas duas ou mais melodias simultaneamente (ao mesmo tempo) estamos perante Polifonia. A peça musical é tocada ou cantada a várias vozes de acordo com o número de melodias simultâneas.
       
        Polifonia - duas melodias simultâneas (música tocada a duas vozes)


      Polifonia - três melodias simultâneas (música tocada a três vozes)





Intervalos Musicais



        Um intervalo musical é a diferença de altura que existe entre duas notas musicais, ou seja, é a distância entre dois sons de altura diferente.







Intervalos Melódicos e  Intervalos Harmónicos


        Quando as duas notas de um intervalo são tocadas uma de cada vez formam um Intervalo Melódico.



        Se as duas notas de um intervalo são tocadas ao mesmo tempo formam um Intervalo Harmónico.




Intervalos Melódicos Ascendentes e Intervalos Melódicos Descendentes




        Se a primeira nota de um intervalo melódico é mais grave do que a segunda, esse intervalo é designado de Intervalo Melódico Ascendente.



        Por outro lado, se a primeira nota a ser tocada for mais aguda do que a segunda o intervalo chama-se Intervalo Melódico Descendente.





Síntese:








Forma - Introdução, Interlúdio e Coda

        Na música, a Forma indica o número de partes diferentes de uma peça musical e a organização dessas partes.


        A Introdução é uma "pequena" frase musical no início da peça musical.


       
        O Interlúdio é uma frase que une duas partes principais (secções) de uma peça musical.
          O número de interlúdios de uma peça musical é definido pelo compositor: pode ter um ou vários interlúdios. Existem peças musicais que não têm interlúdio(s).

       


         A Coda(cauda) é uma frase  que conclui a peça musical.






Alteração Tímbrica

       O timbre é uma característica do som que nos permite distinguir diferentes fontes sonoras.
       Cada voz ou instrumento tem um timbre específico, contudo esse timbre pode ser alterado.
        
     O timbre de um instrumento pode ser alterado modificando o instrumento ou alterando a forma de tocar.


           Alteração Tímbrica modificando o instrumento:
                O timbre do trompete é alterado pela utilização de surdinas.




             Alteração Tímbrica modificando a forma de tocar:
               O timbre do violino é alterado se substituirmos o arco, que fricciona as  cordas, pelos dedos, que beliscam as cordas (pizzicato).  
               







        A voz humana também pode ser sujeita a alteração tímbrica.





            




     O timbre de um instrumento ou voz pode ainda ser alterado electronicamente.


        Alteração Tímbrica utilizando um dispositivo electrónico:
               O timbre da voz é captado pelo microfone e alterado através de um dispositivo electrónico (no vídeo abaixo é utilizado um IPad).   


















Legato e Staccato

        O Legato e o Staccato estão relacionados com a articulação entre os sons.

        No Legato os sons sucessivos são tocados ou cantados ligados. No caso da flauta de bisel as notas são tocadas com o mesmo "sopro".
        Para representar o Legato é utilizada a ligadura.

       




        Em oposição ao Legato, o Staccato implica que as notas sejam tocadas destacadas umas das outras. Os sons ficam mais curtos e tocam-se bem separados.

        Para representar o Staccato é colocado um ponto por baixo da figura (ou por cima se a figura estiver invertida).


        Uma peça musical pode apresentar Legato e Staccato.



















Forma Rondó


        Uma peça musical com Forma Rondó apresenta várias partes (secções) musicais diferentes - parte A, parte B, parte C, etc..

       Essas partes organizam-se intercalando a parte A com cada uma das outras partes. 
       
       Assim, toca-se a parte A, em seguida toca-se a parte B, repete-se a parte A, depois toca-se a parte C, volta-se a tocar a parte A...